Ato Público de trabalhadores da Fundação Renascer

09/09/2013 A mobilizaçãotambém contou com apoio da Deputada Ana Lúcia.
A deputada Ana Lúcia participou, na manhã desta segunda-feira, 09 de setembro, na USIP, do café da manhã de protesto dos assistentes sociais e agentes de medidas socioeducativas da Fundação Renascer.

Os técnicos denunciam que sofrem constantemente assédio moral e reivindicam condições dignas de trabalho (salubridade e higiene), formação continuada voltada para as especificidades do trabalho socioeducativo e a instalação da Mesa Permanente de Negociação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Por compreender a importância do trabalho desempenhado pelos trabalhadores da Fundação Renascer, a deputada Ana Lúcia apoia a luta dos assistentes sociais e socioeducadores e se compromete a mediar as negociações entre funcionários da casa, a Seides e o governo do Estado.

Valorização profissional, condições de trabalho e capacitação continuada são as principais reivindicações dos profissionais do Serviço Social e agentes socioeducativos da Fundação Renascer que na manhã desta segunda-feira, 09/09, unificaram sua luta com a deflagração da greve dos assistentes sociais, após manifesto, paralisação e café da manhã para mídia e familiares dos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na USIPE.

A cobrança pela instalação da Mesa do SUAS, condições dignas de trabalho para os assistentes sociais e de habitabilidade, higiene, salubridade também para os internos e familiares, implantação de uma política séria e comprometida com a saúde do trabalhador das unidades executoras das medidas socioeducativas (considerando que os profissionais estão sujeitos a situações de risco na execução do trabalho) são pontos fundamentais da pauta de reivindicações dos assistentes sociais.

A categoria também reivindica retorno à base de cálculo da Gratificação por Atividade Socioeducativa – GEASE, aplicada ao vencimento básico desde janeiro de 2007 e congelada em junho de 2012 por uma decisão unilateral da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão – SEPLAG; incorporação da Gratificação Especial de Atividades Socioeducativas - GEASE ao salário base do assistente social celetista da Fundação Renascer, nos moldes da Fundação Hospitalar de Saúde - FHS, Fundação Parreiras Horta e Fundação Estadual de Saúde – FUNESA; substituição da nomenclatura ‘Orientador Social’ para ‘Assistente social’ no contrato de trabalho individual e na carteira de trabalho - CTPS, para enfatizar a necessidade de formação acadêmica para o exercício e registro em conselho de classe; jornada de trabalho de 30 horas semanais, conforme estabelece a lei 12.317/2010; e execução de um Plano Estadual de Formação e Capacitação Continuada no Âmbito das Medidas Socioeducativas de Privação de Liberdade. FONTE: CUT Sergipe

Veja também

5ª Conferência Nacional de Saúde Indígena

5ª Conferência Nacional de Saúde Indígena

01/08/2013 - O tema central da etapa nacional é Subsistema de Atenção à Saúde Indígena e SUS: Direito, Acesso, Diversidade e Atenção Diferenciada. Além d...

SINDASSE É RECEBIDO PELA SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE AR

SINDASSE É RECEBIDO PELA SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE AR

26/03/2013 - A secretária municipal de Saúde, Goretti Reis, recebeu hoje, 25, os representantes dos sindicatos dos médicos, enfermeiros, assistentes soci...

Carta de Manifesto FNTSUAS

Carta de Manifesto FNTSUAS

30/11/2017 - A Federação Nacional dos Assistentes Sociais vem através deste divulgar a Carta de Manifesto do Fórum Nacional d...

Ministra Tereza Campello faz sua homenagem aos Assistentes S

Ministra Tereza Campello faz sua homenagem aos Assistentes S

16/05/2013 - Em mensagem alusiva ao dia da categoria, comemorado neste 15 de maio, ministra Tereza Campello destaca importância do trabalho desses profis...

NewsLetter

Cadastre-se e receba informações exclusivas por e-mail